Guia de iniciação Contabilidade Ativos Compras Inventário Vendas Conta Corrente Bancos Impostos Integração com Rose People Sistema Sugestões Glossário
Rose Business Management ImpostosTributações Autónomas
ImpostosTributações Autónomas
Tributações Autónomas

Tributações Autónomas

Última alteração a 08/07/2022
Este artigo é aplicável a:
Administrador
Resp. de Vendas
Resp. de Compras
Financeiro
Técnico de RH
Configurador

A Tributação Autónoma é uma taxa adicional aplicável a todos os sujeitos passivos de IRC que incide sobre determinados gastos que não estão diretamente relacionados com a atividade da empresa.

Esta tributação não é dependente do lucro ou prejuízo, apesar de existir uma penalização de 10% nas taxas caso a empresa apresente um prejuízo fiscal no período de tributação.

Configurar Contas de Contabilidade

No ROSE, é necessário indicar nas contas da contabilidade que estas estão sujeitas a tributação autónoma para que o sistema preencha automaticamente o motivo de tributação autónoma nos impostos da linha na criação de um lançamento (ver imagem):

Com esta configuração, o ROSE preenche os valores tributários nas respetivas declarações e irá também apresentá-los no Mapa de Tributação Autónoma.

Para indicar que uma determinada conta de contabilidade está sujeita a tributação autónoma, siga os seguintes passos:

  1. Aceder a Contabilidade | Contas da Geral;
  2. Editar a conta pretendida;
  3. No separador Impostos PT, ativar a opção Sujeita a Tributação Autónoma;
  4. Associar o respetivo motivo de tributação;
  5. Clicar em Guardar.

Consultar Valores

O mapa de Tributações Autónomas, disponível em Impostos | Explorar Impostos | Mapa de Tributação Autónoma, tem como objetivo auxiliar o preenchimento do campo referente às Tributações Autónomas do Modelo 22.

São apresentados os custos lançados em cada bem sujeito a tributação autónoma (indicado na classe), bem como a base de incidência, a taxa de tributação e o valor da tributação autónoma.

De realçar que os créditos estão identificados como negativos, enquanto os débitos estão assinalados como positivos.

Poderá indicar o ano e definir como se aplica a taxa simples ou agravada, de acordo com a existência ou não de prejuízos. Os ativos podem ser filtrados por classe e código.

Guardar ou partilhar este artigo
Esta página foi útil?
Obrigado pelo seu voto.
Faça login para deixar a sua opinião.
Obrigado pelo seu feedback. Iremos analisá-lo para continuarmos a melhorar!
Artigos Relacionados
Tributações Autónomas